Patagonia Chile 2024

Prepare-se para uma viagem inesquecível ao Chile em 2024, explorando o início da Patagônia. Descubra paisagens deslumbrantes, rica cultura local e aventuras emocionantes em cada destino desta jornada.

 
View this post on Instagram
 

A post shared by Vivancus (@gracevivanco)

Día 1: Puerto Montt

Puerto Montt é a capital da Região de Los Lagos, cidade que anualmente recebe cruzeiros internacionais e é ponto de partida também em direção a Estrada Austral (Carretera Austral) e ao destino Patagonia Verde. Desde seu porto também saem embarcações com destino a Ilha Grande de Chiloé, Chaitén, região de Aysén e Magallanes. 

Puerto Montt existia muito antes de ser fundada por Vicente Perez Rosales em 1853. Originalmente era conhecido como Astillero de Melipulli (Meli: quatro, Pulli: colina) e aí viviam chilotes que faziam extração de alerce para comercializá-lo. Inclusive havia um comercio estabelecido da família Olavarría com uma casa de dois andares onde hoje está o Club Alemão. 

 
View this post on Instagram
 

A post shared by LosLagos.Travel (@loslagos.travel)

Pela manhã, podemos visitar e almoçar no maior atrativo da cidade, a enseada de Algemó, mercado onde se pode desfrutar da requintada gastronomia chilena, chilota e própria do sul do nosso país. Nesta enseada existe em abundância os produtos marinhos e o artesanato, com muitos locais que oferecem o necessário para turistas nacionais e estrangeiros. As cozinhas e restaurantes atendem com muita amabilidade e adequam seus produtos ao gosto de seus clientes, a visão que possui este lugar é de frente a Ilha Tenglo e vulcão Calbuco. É recomendável tomar café da manhã ou almoçar neste lindo lugar que, sem dúvidas, é um dos destinos imperdíveis se estamos em Puerto Montt 

A pouco mais de 1 quilometro de Algemó em direção ao centro da cidade você encontrará o Pueblito Melipulli, que é um conjunto de lojas de artesanato onde se encontram principalmente trabalhos em lã, madeira e couro.  

Seguindo pela área costeira da cidade, se encontra Sentados Frente al Mar ou Estátua de los Enamorados, a qual retrata um casal abraçado olhando à margem de Reloncavi, é o ícone mais famoso de Puerto Montt, tem uma altura de 6 metros e foi inspirada em uma balada do grupo uruguaio Los Iracundos.  

Já adentrando pela estrada austral voce pode visitar distintas localidades como ChamizaQuillaipeLenca ou Caleta Arena, o último ponto que podemos chegar por terra antes de cruzar via marítima até Hornopirén, em todo o trajeto, podemos ver uns lindos cenários, e sítios arqueológicos conhecidos como currais de pesca, uma antiga forma de construção que atuava como armadilha para que os peixes ficassem submersos durante as marés altas e impedindo sua fuga quando a maré voltava a baixar. 

 
SE VOCÊ NECESSITA ALOJAMENTO EM PUERTO MONTT, VISITA NOSSO BUSCADOR DE SERVIÇOS TURÍSTICOS  

 

Para desfrutar da tarde, existe um lugar cheio de natureza especial para os amantes da fotografia que é conhecer e aproveitar a tarde no Lago Chapo, tendo ao norte a Reserva Natural Llanquihue e ao sul o Parque Nacional Alerce Andino, duas valiosas Áreas Silvestres Protegidas. Ambas formam parte da Reserva de la Biósfera “Florestas Tropicais do Sul dos Andes” com uma superfície aproximada de 73.000 hectares. 

Outra opção é o Parque Nacional Alerce Andino, o qual conta com 3 acessos; Correntoso, Sargazo e Chaicas, em cada um deles você encontrará diferentes trilhas onde verá lariços de 3000 anos, cachoeiras e lindas lagoas. 

 

AQUI TE DEIXAREMOS ALGUMAS RECOMENDAÇÕES CASO VOCÊ QUEIRA CONTRATAR UM TOUR  

Día 2:

Durante a manhã é muito bonito realizar a travessia em direção a Ilha Tenglo, há barqueiros na enseada de Angelmó que realizam este serviço. No trajeto de aproximadamente 2º minutos podemos observar bem a enseada com suas palafitas onde se localizam os restaurantes e a área costeira de Puerto Montt. 

Já na ilha é possível observar diferentes espécies de arvores nativas como os lariços, mañío, ulmo e ciruelillo. Este lugar está habitado em sua maioria por pescadores e com lendas também, como por exemplo a da Pincoya. As festas tradicionais também são abundantes, e a parte está a adoração da Virgem de Lourdes.  

Podemos realizar uma caminhada para chegar a imensa cruz que divide o lugar, em uma trilha um tanto empinada, é possível alcançar a cume desta colina, com uma impressionante vista aos vulcões Osorno, Puntiagudo, Calbuco e uma visão panorâmica da cidade de Puerto Montt.   

Ao voltar a pisar terra firma na enseada Algemó, pegue o caminho em direção a Praia Pelluco, um lugar de ondas calmas, apta para banhos, mais de todas as maneiras com precaução. A gastronomia ao redor desta Praia também é muito boa e no verão sua frequência de pessoas é muito alta graças a particular característica que quando a maré baixa e a praia cresce seu tamanho, devido ao pouco desnível que existe aqui.  

Día 3: Maullín

Maullín é uma comuna localizada a 17km ao sudeste de Puerto Montt, aproximadamente 1 hora de viagem em carro, este lugar é um dos mais antigos do sul do Chile, sua origem data do século XVII e tem um importante patrimônio arquitetônico como por exemplo a Igreja da Candelária, inspirada na arquitetura chilota É uma comuna bastante religiosa onde a cada ano na localidade de Carelmapu é celebrado a festa em homenagem a Virgem da Candelária. A igreja de Carelmapu foi construída em 1913 e declarada Monumento Nacional no ano de 1993. 

Neste lugar podemos recomendar grande parte do dia para visitar e admirar o lindo rio Maullin, principal atracão turística do setor, em sua margem norte existem distintos povoados desde onde se cruza através de balsas ou diretamente desde Puerto Montt. Este rio possui uma grande biodiversidade, fauna silvestre e suas zonas úmidas são consideradas uma área prioritária a nível mundial declarado setor de resguardo ecológico, aqui se encontra 53% das espécies de pássaros que existem e viajam de norte a sul do Chile, é espetacular para os amantes da fotografia que desfrutam capturar com suas lentes a cada uma dessas aves.  

Em Maullín existem muitas praias, sendo Pangal a principal, que está localizada entre a foz dos rios San Pedro Amortajado e Rio Maullín, suas areias brancas muito atraentes, com uma linda visão panorâmica ao oceano Pacífico e que a cada verão é visitada por centos de pessoas que chegam para realizar pesca esportiva. Em cada uma dessas praias também se pode realizar passeios a cavalo, fotografar, caminhadas e descansar profundamente rodeado de natureza própria do sul do Chile.  

 No setor de Quenuir Bajo existe um verdadeiro paraíso ao ver flamingos e cisnes, estas aves poucos sabem que estão neste lugar é e digno de visitar, admirar e sobretudo cuidar para evitar os danos a estes.  

 SE VOCÊ PROCURA UM TOUR EM MAUILLÍN REVISA NOSSO BUSCADOR DE EMPRESAS REGISTRADAS 

Autor: @nico.falegria

Nicolás Faúndez Alegría

Estudiante de TNS en Turismo, cursando actualmente el último semestre de la carrera. Amante de la naturaleza, viajes, fotografía y la música, guitarrista hace años y formando grupos musicales de distintos estilos. Con conocimientos en áreas de medio ambiente (No Deje Rastro y reciclaje). Motivado a desarrollar un completo desempeño en Turismo y compartir mis conocimientos con otras personas y lograr la concientización del cuidado y protección de los espacios naturales de nuestro país. Con interés en el turismo vitivinícola, ecoturismo, hotelería y el rescate del patrimonio cultural.